sábado, 7 de março de 2009

O SENTIDO DAS PALAVRAS

Os livros que pretendo ler fazem pilha na minha mesinha-de-cabeceira. Sem tempo para os ler, limito-me a folheá-los. É que isto do tempo é uma coisa muito complicada e o meu ultimamente não é suficiente para o que preciso e muito menos para o que gosto de fazer... O último livro que lá coloquei é a auto-biografia "A dança da Realidade" de Alejandro Jodorowsky. Confesso que ainda não passei das primeiras páginas, mas estou encantada com o universo mágico da sua infância e com o modo como descreve a sua descoberta das consequências imprevisíveis das suas acções, boas ou más. Quem mo emprestou leu-me um excerto em que o autor defende que pensamos distorcidamente devido a nos terem ensinado uma linguagem embrenhada de "ideias loucas". Assim sendo, apresenta um novo sentido para alguns conceitos, por exemplo:
Nunca: muito poucas vezes
Sempre: com frequência
Infinito: extensão desconhecida
Eternidade: fim impensável
Fracassar: mudar de actividade
Desiludiu-me: fiz uma imagem errada dele
Eu sei: eu acho
Belo, feio: gosto, não gosto
És assim: é assim que te sinto
O meu: o que agora possuo
Morrer: mudar de forma
Felicidade: estar todos os dias menos angustiado
Generosidade: ser menos egoísta
Força: ser menos fraco

Se é verdade que me identifiquei de imediato com as primeiras "definições" que Jodorowsky apresenta devido à relativização de conceitos que tomamos como absolutos, já o mesmo não aconteceu com as últimas três. Inicialmente, pensei que transmitiam um modo medíocre de estar na vida, um contertar-se com pouco, mas depois encontrei implícita nelas a importância de uma transformação pessoal, gradual e em sentido positivo.

13 comentários:

Violeta disse...

iniçaõ de conceitos, menos tão intensa e com sentido de eternidade...
bjs

Maria disse...

Não falaria de conceitos. Prefiro dizer que às vezes rodeamos o que pensamos com a "nossa" linguagem pessoal...

Beijo

f@ disse...

Olá Su,
Tudo está dentro... é receita nossa… temos a nossa forma de “dar” os significados… mas há a necessidade de essência…
Breves as palavras e tão grandes os sentimentos…

beijinhos

Carla disse...

magnifico o teu post e tens razão os conceitos que nos incutem são relativos
beijos e bom fds

Violeta disse...

vim deixar um beijinho e oferecer-te uma lata para o dia em que te sentires preparada...
um bj

Portaria ILEGAL disse...

Está mal disposto?
Vá aqui: http://portaria-59.blogspot.com/2009/03/o-melhor-pais-do-mundo.html

f@ disse...

Só nuvens céu e sal picos de sol...
usa o protector solar e poisa os pés na areia fina...
bom fim semana

beijinhos

Espelho disse...

Mudar de forma, concordo em absoluto.

Beijo

Francine.VS. disse...

Ai que saudade desta maravilhosa Blogosfera! DEFINIÇÕES, CONCEITOS E IDENTIFICAÇÕES... A vida é feita de escolhas influenciadas por isso tudo!!! Saudade de pessoas ótimas como vc! Muito trabalho e compromissos me impediram de passar por aqui antes! Hoje, inclusive... Passei o dia todo na minha primeira aula da Pós graduação em Antropologia!! Já estou apaixonada, cheia de ânimo e projetos! Obrigada pela visita, por me desejar sorte e por fazer parte da minha terapia!
Beijos, a gte se fala!

CarlaSofia disse...

Gostei particularmente do «és assim: é assim que te sinto»

De facto cada um tem formas de estar específicas com diferentes pessoas.

beijinhos e boa semana

~universosquestionaveis~

Mario Rodrigues disse...

Concordo contigo amiguinha.
Mas quanto ao fracasso, nao concordo. Fracassar nao implica mudar de actividade. Muitas das vezes significa tornar a tentar para evitar o fracasso.

Uma linda semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

ParadoXos disse...

deu pra conhecer melhor!
um pouco mais!

abraço fraterno!

em azul disse...

Talvez façamos também o sentido das palavras à nossa semelhança... tantos modos de ver e outros tantos de olhar.
Um beijo
em azul