sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008


Tenho uma árvore de lilazes (buganvília) no meu jardim...adoro-a, pelas flores, pelo cheiro e pela sombra acolhedora e refrescante em dias quentes de Verão. Ela tem um galho especial, aquele que dá sempre mais flores.
Não é que o meu jardineiro disse-me que este Inverno aquele galho secou e tem de ser cortado! Caso contrário a árvore morre. Chorei...
Ele explicou-me que iriam nascer novos galhos e que, talvez ainda este Verão não se note que o galho foi cortado e daqui a dois anos...ninguém notará.
Só eu saberei que o galho especial da minha árvore foi cortado... mas também sei que o que importa é que a árvore viva forte e que por muitos anos continue a cumprir o seu destino: abrigar debaixo dela quem precisar, espalhar o seu perfume por quem passa e alegrar quem vê as suas flores

23 comentários:

Statler disse...

Olha, guarda esse ramo, mesmo seco continuará a ser um ramo especial!!!

Snifff.. sniff...

Sunshine disse...

Não me parece, pode servir de bengala se alguém precisar, caso contrário queimo-o nas fogueiras de S. João.
beijinho solarengo

Olá!! disse...

Linda essa árvore... adoro
Ontem distribui prémios por todos os blogs que tenho linkados, é o teu caso... ;)))
Beijosssssssss e bom fim de semana

lua prateada disse...

Adoro todas as árvores e jardins são maravilhosos...
Não chore, porque chorar é sofrer.
Não sofra, porque sofrer é perder.
Não perca, porque perder é morrer.
Só ame, porque amar é viver.
E viver é amanhecer neste fim de semana, com alegria, amor, magia ...
Feliz fim de semana
Beijinho prateado com carinho
SOL

LNeves disse...

Não gosto nadinha de flores... Não sei bem porque!!! Até acho que é ag bonito, mas não lhe vejo beleza por aí além...

***MUAH***

Blue Velvet disse...

Engraçado: também tenho uma buganvília no meu coração:
Desde bébé, os meus pais sempre tiveram uma casa no Algarve, na Praia da Luz, agora trsitemente célebre.
O jardim e a própria casa estavam repletos de buganvílias que eu adorava.
Muitos anos passados, ao comprar um solar em azeitão decidi que tinha que trazer a maior para lá
A planta foi transplata por mão sábias e profissionais.
Durante anos foi a recoradação permanente de uma infância, adolescência e juventudes felizes.
Outros anos se passaram e circunstâncias menos felizes fizeram com que tivesse que deixar o solar.
Deixei lá tudo, mas mais uma vez, a buganvília veio comigo.
Afectos que não têm a ver com coisas caras, mas raras.
Beijinhos e veludinhos

Outonodesconhecido disse...

Gosto da tua buganvília. A natureza é assim mesmo. E desse mal - a dor do corte do galho especial - já sofreu o rapaz do meu pé de laranja lima...

Manuel Damas disse...

Há desafio novo e polémico...

Moira Encantada disse...

às vezes não bata cortar o ramo mais florido, muitas vezes tem de se cortar bem rente ao chão, deixando apenas um rebento a despontar...

carvoeirita disse...

compreendo...andam a instalar o gas natural na minha zona e para colocarem o contador tiveram que partir a zona de malmequeres do meu jardim...
Todos os dias olho para ali e falta-me alguma coisa...já plantei outros e sei que daqui a nada rebentam..mas também fiquei triste...
beijinhos

Sunshine disse...

A bugnavília sou eu.(

O Profeta disse...

As buganvilias têm também espinhos mas a sua generosa dádiva de cores enchem a alma de quem as vê...


Doce beijo

Moira Encantada disse...

valerá mais deixar uma ovelha para trás do rebanho, ou deixar o rebanho para salvar a ovelha...?

Statler disse...

A árvore deu cabo de ti.
Nem mias, nem tuges!!!!

Sunshine disse...

Não deu nada, eu é que soube tomar conta da àrvore e bem!!!!
Quanto a miar,vê lá se não tem uma gata lá por casa?
Com tanta simpatia só posso retribuir com um beijo com raizinho de Sol (é que hoje o céu anda meio nebulado)

Ka disse...

olá,

Aquie stou eu a retribuir a tua gentil visita e participação no TPC (há todas as semanas se quiseres participar :) ).

Gostei muito do que aqui li e tenciono voltar.

Quanto à boganvília o único comentário que me merece (além de ser lindíssima a que nos mostras) é que te percebo bem, mas pensa que nada como fazermos umas podas para sermos felizes. Dói é certo mas acredito que conseguiremos ser felizes :)

Beijinho e um excelente dia

Manuel Damas disse...

Há desafio novo

lua prateada disse...

Passei para te deixar um raio do meu luar...Estou partindo para minha lua e te deixo com saudade...
Bom fim de semana.
Beijinho prateado com carinho
SOL

Olá!! disse...

Que o teu dia tenha sido bom e fica com um beijo Mulher

Blue Velvet disse...

Como já comentei este post, passei só para deixar um beijinho

O Profeta disse...

Olá amiga. o livro já vai na 2ª edição,foi lançado em Santa Maria aquando da reconstituição dos Escravos da Cadeinha com a peça de minha autoria e a 2ª no Coliseu Micaelese quando fizemos o espectáculo cá, agora estou a preparar o espectáculo residente do Coliseu que ficará em cena dois anos estamso a ultimar a trilha sonora, eepectáculo também da minha autoria...sou o encenador de um progecto de nome Máquina do Tempo do qual já deves ter ouvido falar...e claro terei muito gosto em te oferecer o livro, apenas não saberei como o fazer...vivo permenentemente em S.Miguel...


Doce beijo

Manuel Damas disse...

Já aqui passei algumas vezes mas, desta vez, apeteceu-me deixar um beijinho especial...
Esse ramo está dentro de si já, CC.
E isso é que é importante.
A existência física não interessa.

Bel disse...

Olá

Uma beleza.
Belos são os corações que sabem olhar com olhos de amar a nossa mãe natureza.

MÃE NATUREZA, ela é e será sempre a Mãe.

Lutem por um planeta melhor.

Simplesmente Bel