terça-feira, 12 de agosto de 2008

PROCURO-TE

Jardim dos poetas de Van Gogh

Palavras...
Mar, céu,
Vento, brisa,
Montes, vales
Jardim onde te passeias
Palavras...
Pintam os teus sentires
Moldam o teu rosto
Dão cor aos teus olhos
Escrevem a melodia da tua voz
Palavras...
Emerges do meio delas
Sinto a tua mão
No lado esquerdo do meu peito
Encontras-me

14 comentários:

mundo azul disse...

...lindo poema!
Um dia, a procura termina...

Beijos de luz e o meu carinho!

Coragem disse...

Que delicia, as tuas palavras...
feitas de procura e encontro, melhor? Não há!
Beijo

ivone disse...

sem palavras...às vezes as palavras vivem sem palavras ou porque são palavras

Menina do Rio disse...

E o encontro há de ser cheio de magia...

Um beijinho pra ti

Francine Esqueda disse...

Van Gogh é demais...
Adorei passar por aqui! Na verdade sempre gostei!
Bjus e bom dia!

em azul disse...

E se o jardim for o de Van Gogh será delicioso...
Um beijo

Patti disse...

E encontrarás ....

mjf disse...

Olá!
O tal dia virá ;=)
Beijocas

Carla disse...

porque as palavras podem ser tudo o que ambicionamos...são belas estas que nos ofereces
beijos

NOCTURNO disse...

Permanece em ti, para sempre...

Beijo

jasmimdomeuquintal disse...

esse maldito lado esquerdo...
bjs

O Profeta disse...

Poema radioso em pinceladas de procura ao compasso do lago esquerdo do sentir...


Mágico beijo

BlueVelvet disse...

Nós, o lado esquerdo e Van Gogh é uma mistura explosiva.
Lindo menina Sunshine.
Beijinhos

BANDEIRAS disse...

Procuras...encontros...assim é a vida, estamos sempre á procura de alguém ou de algo, mas nem sempre encontramos o que queremos...ou será pq procuramos o que não podemos encontrar ???
Bjs