domingo, 27 de abril de 2008

INDIFERENÇA


Rosto que se vira incomodado, evitando que os olhos vejam o que não quer.

Passo acelerado, para que o cheiro não lhe chegue às narinas e a voz não lhe fique gravada.

Não lhe importa que seja criança em farrapos e de pés no chão a pedir pão ou talvez um abraço.

Não quer saber se é mendigo que tem por cama a pedra em algum recanto escondido.

Se é prostituta isto não é consigo, não tivesse escolhido aquela como profissão.

Ah, e se usa perfume barato e roupa sem ser de marca... cheira a gente do povo!

E de que falam? É de futebol ou de telenovelas? Não conhecem Kant ou Nietche, Pessoa ou Saramago? Que pobreza, que gente sem cultura!

Não sabem apreciar uma obra de arte? Não vão ao teatro? Querem é festa popular, com sardinha e vinho de cheiro? De certeza não são gente!!!



Quem não sente é que não é gente!

Que curso tiraram, que dinheiro têm, que poder obtiveram para lhes permitir além de julgar, desdenhar dos outros? O que foi que ganharam?
Bolas de vidro em vez de olhos, pedaços de ferro a fingirem de braços uma pedra no lugar do coração ( pedra não, que a pedra aquece ao Sol)?



Endurecem de tal modo, que nem o sofrimento de quem já fez parte das suas vidas lhes comove! É que pode vir a ser contagioso! É bom partilhar os momentos de alegria, mas as lágrimas, estas fiquem com quem as deixa cair!

16 comentários:

LuCe disse...

Ocorreu-me, a propósito das festas eminentemente populares que são as do "Senhor Santo Cristo dos Milagres" que ali há mais pureza e nobreza do que entre os doutos burgueses das classes ditas altas.

Guhn disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Maria disse...

Um post a que não se fica indiferente...

Beijos

Patti disse...

Mais do que indiferença é soberba arrogância, superioridade, nojo.
Os outros vivem fisicamente sem recursos, estes vivem interiormente.

P.S. Apaga o 2º comentário (guhn: see please here) que é um vírus!

Ka disse...

Esses que viram a cara são os pobres de espírito. Vivem centrados no seu umbigo...autistas ao mundo, não tendo a noção que também é preciso ter-se sorte na vida!

Beijinho

Coragem disse...

Este seu post, que muito gostei de ler, faz-me lembrar, alguns senhores desta minha terrinha que chamo de Mãe, não sendo.
Carros do melhor, casas soberbas, a linguagem "sei lá tá a ver?"No entanto as dividas são colossais, a pose é que não perdem, mas deviam. Porque somos todos filhos de gente, gente que sente!
Beijo

O Profeta disse...

A indiferença é mal que enferma muita gente...mundo feito do mais puro egoísmo...não gosto de viver nele...não gosto das pessoas que nele vivem...


Doce beijo

FM disse...

Eu gosto de Gente, independentemente do perfume... e também gostei deste teu Post.~
Pena é que haja gente que se confunde com Gente...
Beijos.

Nyna disse...

Um brinde a indiferencia!

Te favoritei ok meu bem.
=]

Maria Clarinda disse...

É mais fácil virar a cara...
Adorei o teu post, adorei este GRITO.
Jinhos

BlueVelvet disse...

Amiga,
tenho estado fora do ar, mas voltei com uma salinha nova.
Há champagne geladinho e a tua presença é esperada.
Beijinhos e veludinhos azuis

Mary disse...

Infelizmente prospera a indiferência e a arrogância, na maioria das vezes, para cúmulo, vindas de pessoas que nada tem e nada fazem...
Post magnífico...
Beijo

FM disse...

Deixo-te um Beijo que espero não te seja indiferente... (sorrisos)

BlueVelvet disse...

Amiga,
sem tempo para comentar, porque tenho festa lá na casota nova, sempre te digo que este post não podia estar melhor escrito.
Até há quem diga que a pobreza pega-se, sabias?
Olha, vem daí beber um champanhito
Beijinhos e veludinhos

mjf disse...

Olá!
Gostei muito desda abordagem de um problema que cada dia se torna mais evidente, na nossa sociedade...
Vergonha...tenho muita vergonha que haja cada vez mais " gentinha" a pensar como tu descreves...tão bem

Beijocas

Olá!! disse...

Muito sentimento aplicado nestas palavras CC. A falta de sensibilidade prolifera cada vez mais e de facto doi a quem verte lágrimas reais...
Beijo grande