domingo, 22 de junho de 2008

O TEU MUNDO DE CRIANÇA


Domingo é dia de almoço de família.

A conversa, umas anedotas, gargalhadas e a comida gostosa da minha mãe são os pratos servidos.

Hoje a conversa, não sei por que razão foi parar à Filosofia: filósofos clássicos, filósofos modernos, a filosofia e a Matemática.

O M, sempre atento, perguntou de imediato o que era a Filosofia. Os adultos responderam "A ciência que estuda os porquês", " Amiga do saber" e por aí fora. Quando o M, já se encontrava satisfeito com as respostas voltaram à sua conversa de adultos: filósofos existencialistas e suas contradições. Citaram Sartre, como exemplo: " O Homem está condenado a ser livre."

- Se eu vir a vida de um modo negativo, a liberdade pode ser uma condenação - disse prontamente o M, antes que os crescidos começassem a discutir a frase.

Fez-se silêncio... os adultos estavam estupefactos e incrédulos com as palavras saídas da boca de um menino de 8 anos.

6 comentários:

Estrela do Sul disse...

Realmente....
Amiguinha, esse menino está destinado a ser alguem. Mais um que ficou estupefacto.

"Amizade verdadeira é
difícil de encontrar,
díficil de largar e,
impossível de esquecer"

Uma otima semana

Bjinho amigo

Mario Rodrigues

Em espaço de partilha:
http://toquedeestrela.blogspot.com
http://sensualidadeemletras.blogspot.com

Patti disse...

Será que é filósofo?

provokactor disse...

...é adoràvel, o teu apoio e simpatia. En todo o kàso dàme kuràgém pra kontinuar.

Não era bém este som...mas bon-bah, tampy, fika pro proximo ou pro outro!!??

Hô, sunshine, isto é mas é uma xperiencia de falta de son(shine)...risos (é falta de luz)

ventinhos suàves na tua galàxia

este kom é en duplikàdo, kàso tu nã vêjas là nos parallaxe's.

Coragem disse...

não restam duvidas, temos filósofo :))))

São estas coisas que nos enchem de orgulho.

Todo o trabalho que fizemos, não foi em vão.
Porque como dizia a minha avó, também ela filósofa...

Nós não nos fazemos sozinhos, fazem-nos!

Beijinho a ti e ao M.

tanokas disse...

ate eu fiquei parva

BlueVelvet disse...

As crianças já não são o que eram, não é mesmo?
Por um lado acho uma maravilha, mas por outro acho que perdem a inocência mais cedo.
O M começa cedo com interrogações para as quais muitos de nós nunca encontram resposta.
Beijinhos, raio de sol